Blog da Auto Europe


Sintra- História e Fantasia

Sintra e as suas colinas míticas pontilhadas com palácios de contos de fada e vilas extravagantes, tem encantado os visitantes por séculos. Os romanos tornaram-na num lugar de culto para adorar a lua e deram-lhe o nome de “Cynthia”, a deusa da lua. Depois dos romanos vieram os mouros, que também se apaixonaram pela vegetação exuberante e construíram um palácio no topo da colina e várias fontes pela cidade. Mais tarde tornou-se a residência de verão da família real o que atraiu alguns aristocrátas que aí construíram grandes mansões e vilas. É de facto um lugar extraordinário com uma mistura surreal de história e fantasia, protegido pela UNESCO como Património Mundial. Os seus palácios de contos de fadas, as vistas incríveis e a impressionante colecção de museus, fazem de Sintra um destino obrigatório, principalmente para quem visita Lisboa. Se levantar o seu carro de aluguer em Lisboa poderá chegar e visitar esta pequena cidade encantada em menos de meia hora. Em baixo algumas das atrações que não pode deixar de visitar:

Palácio Nacional de Queluz

Sala dos Embaixadores- Palácio da Pena Construído no século XVIII, o palácio é um dos maiores exemplos da arquitectura barroca em Portugal e era o retiro de verão de Dom Pedro, o Duque de Bragança. Em 1908, um pouco antes da constituição da República, tornou-se propriedade do Estado. Foi devastado pelo fogo em 1934, mas depois da sua restauração foi aberto ao público como uma das principais atrações turísticas do país. Não deixe de visitar as várias salas da proporiedade: a Sala das Mangas (a única a não ser consumida pelo incêndio de 1934), a Sala dos Embaixadores, ricamente adornada e utilizada para audiências diplomáticas e concertos, a Sala da Música com a sua bela decoração em talha dourada com elementos alusivos à musica.  A Sala do Toucador da Rainha e o Quarto Dom Quixote, assim como a Capela do palácio também merecem uma atenção especial.

Cabo da Roca

Cabo da Roca Seria uma pena visitar Sintra e não conhecer o Cabo da Roca. Descrita por Camões como o lugar “Onde a terra se acaba e o mar começa”, é o ponto mais ocidental da Europa continental e possui um penhasco que se eleva 140m acima do Atlântico. Daí pode admirar a fantástica vista para o mar e para a bela Serra de Sintra. Parte do Parque Natural de Sintra-Cascais, é um dos maiores pontos de interesses para aqueles que apreciam uma caminhada pela costa. E para comprovar que esteve efectivamente no “fim da Europa”, poderá adquirir um certificado no posto turístico local.

Palácio Nacional da Pena

Palácio da Pena

Palácio da Pena

Também conhecido apenas como Palácio da Pena, este é sem dúvida o monumento mais famoso de Sintra e ao longo dos anos recebeu vários títulos: umas das Sete Maravilhas de Portugal, o palácio mais antigo da era românica da Europa e também Património Mundial da Humanidade pela UNESCO. Inclui uma ponte levadiça, torres, muralhas e abóbadas, assim como uma gárgula, tudo em tons pastel. O interior é extravagantemente decorado com ricos ornamentos, pinturas e porcelanas de valor incalculável, preservados como a família real deixou. Nos dias de sol pode-se apreciar a deslumbrante paisagem desde o palácio que inclui a vegetação deslumbrante assim como a imensidão do Atlântico. Mas devido à sua altitude é também fustigado por poderosos ventos e muitas vezes envolto num misterioso nevoeiro. O Parque da Pena exibe uma variedade de árvores e plantas exóticas trazidas das antigas colónias portuguesas, lagos, fontes e cisnes negros. No parque encontra também as pequenas casas onde se alojavam os guardas e os criados. A Cruz Alta, assim como a estátua do Guerreiro, que pretenderá representar o Rei Fernando como guardião do seu palácio marcam o ponto mais alto da Serra de Sintra. Esta maravilha eclética da arquitectura é muitas vezes usada pelo Estado para banquetes e visitas diplomáticas. Pura e simplesmente, tanto o Palácio da Pena como o Parque da Pena, não se comparam a nenhum outro monumento.

Palacio de Seteais

SeteaisEsta bela construção da era neoclássica é mais um dos monumentos de Sintra que faz parte da lista de Património Mundial da UNESCO. Um magnífico arco une as duas alas do palácio, que foram restauradas em 1955 e convertidas em um luxuoso hotel onde os quartos ostentam lustros de cristal, pinturas, tapeçarias e frescos de rara beleza e mobiliários antigos de grande riqueza. Do jardim (onde acontece o Festival Noites de Bailado em Agosto) tem uma vista deslumbrande sobre o Castelo dos Mouros e o Palácio da Pena.

Quinta da Regaleira

Quinta da ReboleiraA propriedade da Quinta da Regaleira é um componente vital do património cultural de Sintra e é mais conhecida como o Palácio do Monteiro dos Milhões. A Quinta da Regaleira tem uma sensação quase etérea, como um castelo de fadas, escondido entre as árvores, as plantas e as suas flores, e a mágica paisagem verdejante . É uma combinação entre o estilo românico, gótico, renascentista e manuelino e acredita-se que cada secção do edifício incorpora simbolos secretos relacionados com a Maçonaria, o Alquimismo, os Templários e Rosa-Cruz. A propriedade estende-se por 4 hectares onde a arquitectura e a paisagem se combinam de uma forma espectacular e criam um ambiente místico de lagos, grutas, poços, riachos e construções em pedra. O ponto alto é o tunel com uma escadaria quase sobrenatural que simboliza a norte e acaba no Jardim do Éden, simbolizando o renascimento ou a entrada para o céu. Vale mesmo a pena visitar a propriedade. O Palácio em si está muito bem conservado e proporciona uma extraordinária janela por onde pode espreitar a vida dos comerciantes ricos portugueses do século XX.

Palácio de Monserrate

Palácio de MonserrateO Palácio de Monserrate fica a cerca de 4km de Sintra e merece ser adicionado a qualquer itenerário. Foi construído em 1858 e apesar de possuir um estilo único, a sua ousadia e individualidade encaixam perfeitamente na combinação de estilos arquitectônicos encontrados na romântica e etérea Sintra. Embora o palácio esteja entre os mais valiosos tesouros arquitectônicos de Sintra, são talvez os seus belos jardins a razão pela qual é tão famoso e visitado. O Parque de Monserrate é uma obra prima de paisagismo e engenharia botânica e é uma das mais bonitas áreas verdes em Portugal. Foi criado para abraçar o microclima único desta região montanhosa de forma a criar paisagens sem precedentes e acolher as mais de 3000 espécies exoticas que crescem dentro dos vários ambientes individuais do parque. Faça um passeio, ao longo dos caminhos estreitos, pelos lagos e cachoeiras e as estruturas asquitectônicas distintas que juntos criam uma sensação de tranquilidade, misticismo e muita beleza.

Castelo dos Mouros

Palacio dos MourosO Castelo dos Mouros é um dos poucos exemplos de arquitectura militar de Sintra. A sua origen não é muito clara. Alguns acreditam que foi criada pelos Visigodos, devido às tecnicas de construção utilizadas, mas a maioria acredita que foi o castelo foi construído durante a ocupação moura. Foi um importante ponto estratégico e militar no século XII, depois da queda de Lisboa e uma grande fortaleza militar durante o período da Reconquista. O terramoto de 1755 em Lisboa causou graves danos ao castelo e à capela situada dentro das muralhas e só há cerca de 30 anos é que o castelo foi reconhecido como monumento de interesse  e com a grande popularidade de Sintra, o castelo finalmente recebeu o devido reconhecimento. De todos os ângulos o Castelo dos Mouros poderá apreciar vistas panorâmicas de cortar a respiração sobre a Serra de Sintra, com o seu verde luxuriante e uma eclética e colorida colecção arquitectônica. Sem dúvida uma visita a não perder!

Posted in Europa, Portugal, Sugestões. Bookmark the permalink.

One Response to Sintra- História e Fantasia

  1. António says:

    Então e o palácio da Vila?
    Incontornável!!
    Esquecimento imperdoável…

Deixe a Sua Resposta

Your email address will not be published. Required fields are marked *