Blog da Auto Europe


Os hábitos alimentares dos europeus nas férias

Os hábitos alimentares dos europeus nas férias

Os apaixonados pela comida sabem que as férias são uma época para deixar a dieta de lado. Como foi demonstrado pela mais recente pesquisa encomendada pela Auto Europe, 1 em cada 4 europeus consome cerca de 500 calorias a mais durante as férias. O mesmo estudo também revela que cerca de 41% dos participantes não toma sequer atenção ao que come durante as férias. E este número é superior no caso dos suecos – mais de 50% admite não ter qualquer limite no consumo de calorias em tempo de férias. Por outro lado, 6.7% dos europeus faz um esforço consciente para reduzir a quantidade de calorias consumidas durante as férias.

Pelos resultados apresentados acima, será possível encontrar um equilíbrio? O que podemos fazer para não engordar 5 kg durante as férias? Existem muitas dicas que podemos colocar em prática para aproveitar as férias ao máximo sem esse sentimentos de culpa consequente. Por exemplo, podemos seguir os hábitos saudáveis dos alemães. A mesma pesquisa revela que os alemães fazem cerca de 3 horas de caminhada por dia, durante duas semanas de férias. Por outro lado, também podemos controlar-nos durante as refeições, como fazem cerca de 2.9% de franceses e de holandeses, e comer menos 1000 calorias por dia quando estamos de férias.

Jantar entre amigos

Europa – o paraíso para quem gosta de comer

Férias na Europa é nada mais, nada menos do que um paraíso para os amantes de comida. A cozinha tradicional é variada e de qualidade e cada país tem a sua própria combinação de ingredientes única, resultando em pratos nacionais saborosos e diversificados.

A França é conhecida pelas suas deliciosas “Baguettes” e pelos doces “Macarons”, mas a cozinha francesa é incrivelmente rica, especialmente considerando que cada província tem pratos diferentes. Para os descrever, precisaríamos de um artigo completo. Por isso, vamos concentrar-nos no “Ratatouille” (prato rústico de vegetais), na “Quiche Lorraine” (prato com ovos, bacon e queijo), e nos “Éclairs”, um pastel que nós portugueses tão bem conhecemos.

Na Alemanha, Especialidades da Alemanhapode encontrar as tradicionais “Bratwursts” (salsicha em alemão) grelhadas, acompanhadas de uma cerveja artesanal. A “Spätzle”, é uma massa feita tipicamente no sul da Alemanha e pode acompanhar qualquer prato de carne. Além disso, a deliciosa “Apfelkuchen”, uma espécie de tarte de maçã, vai deixa-lo feliz e vai ter de pedir uma segunda porção, porque uma só não chega!

Os turistas que viajam até à Grécia devem provar o seu prato típico “Moussaka”, que é uma espécie de lasanha de beringela e carne moída. Para o lanche, prove os “Tiropites”, uns triângulos de massa recheados com queijo, uma delícia! A refeição não estaria completa sem a sobremesa. Prove os quadrados de “Baklava”, pastéis deliciosos compostos por uma pasta de nozes trituradas, envolvidos em massa e ainda banhados num caldo de mel e canela. Os gregos adoram este doce, e vocês provavelmente também irão adorar!

Na Holanda, uma das especialidades nacionais é o “Stamppot”, uma mistura de puré de batatas com legumes ou bacon. E para aqueles com vontades mais doces, podem provar as bolachas mundialmente conhecidas com sabor a caramelo, as “Stroopwafels”. Especialidades de ItáliaTambém temos de mencionar o melhor snack do mundo, as “Bitterballen”, feitas com massa e recheadas com carne. É impossível comer apenas uma!

A culinária italiana contribuiu de forma significativa para a culinária mundial e é muito diversificada a nível regional. As receitas de pasta e de pizza foram transmitidas de geração em geração e influenciam muitos pratos internacionais. Mas Itália também é responsável pela criação de pratos de arroz designados de “Risoto”, incríveis receitas de peixe e grandes sobremesas como o “Tiramisu” ou a “Panna cotta”.

Em jeito de conclusão

Poderíamos continuar esta conversa indefinidamente. Os pastéis de nata portugueses, a “Paella” espanhola, ou até mesmo o amado prato sueco “Surströmming”. A verdade é que existem tantos pratos europeus apreciados pelos amantes da culinária e por isso é que é tão difícil manter o equilibro durante as férias. Contudo, é possível aprender a controlar a gula e a desenvolver uma dieta saudável, mesmo durante as loucas semanas de férias.

Quais as especialidades europeias que já provou? E quais as suas favoritas? Partilhe connosco as especialidades que mais aprecia no espaço de comentários abaixo 🙂 Obrigada e bom apetite!

Posted in Hábitos de férias. Bookmark the permalink.

Deixe a Sua Resposta

Your email address will not be published. Required fields are marked *