Blog da Auto Europe


Descubra Salvador, o berço do Brasil

Fundada em 1549, a capital do estado da Baía é a maior cidade do nordeste brasileiro e foi a primeira cidade do Brasil colonial. Aqui nasceu o Brasil, de uma mistura fascinante entre a cultura portuguesa, africana e indiana, que descreve o país como hoje o conhecemos. Até os dias de hoje, esta antiga cidade encontra-se cheia de edifícios coloniais dos séculos XVII e XVIII, incluindo belas igrejas e mosteiros, que mereceram a nomeação da UNESCO como Património da Humanidade e encantam os visitantes.

Salvador foi a capital do país até 1763, altura em que foi sucedida pelo Rio de Janeiro, e por três séculos foi o principal porto para os escravos oriundos de África. Ainda hoje, os descendentes africanos constituem a maior parte da população local e a influência africana é notável, tanto na música, como na gastronomia e na existência de grupos religiosos como o Candomblé e o Umbanda.

A melhor forma para se orientar em Salvador é pensar na cidade dividida em quatro partes: praias, subúrbios, Cidade Alta (centro histórico) e Cidade Baixa (parte nova). Venha descobrir Salvador, com todos a sua história rica, os seus rituais hipnotizantes e a alegria contagiante da sua gente!

Pelourinho, o centro histórico

Pelourinho

Fundado em 1594 pelos colonizadores, o centro histórico de Salvador, que recebeu o seu nome da praça onde os escravos e criminosos eram punidos, é uma atracção turística a não perder durante a sua visita à cidade. Os edifícios de cor pastel maravilhosamente restaurados são o lar de fantásticas lojas, centros culturais, restaurantes, bares e actuações de música ao vivo. O Pelourinho foi, em 1985, considerado Património da Humanidade e tem servido de inspiração para cantores brasileiros famosos, assim como estrelas internacionais, como Michael Jackson, que gravou aqui algumas cenas de um vídeo clip.

Igreja e Convento de São Francisco

Igreja e Convento de São Francisco

Numa cidade famosa pelas suas igrejas surpreendentemente ornamentadas, a Igreja de São Francisco destaca-se como sendo a mais extensamente trabalhada neste aspecto, com o seu interior faustosamente decorado com esculturas em madeira dourada. O altar-mor é tão detalhado que levou dois anos a ser concluído. A igreja, construída entre 1708 e 1750, apresenta uma fusão dos estilos maneirista e barroco. No tecto encontram-se pinturas que ilustram temas associados à Virgem Maria e a área do coro combina elaboradas esculturas em madeira com imagens em azulejos. As paredes do Convento também estão decoradas com ricos painéis de azulejo.

Elevador Lacerda

Elevador Lacerda

Como já foi mencionado, Salvador encontra-se dividida entre a Cidade Alta e a Cidade Baixa. O Elevador Lacerda, inaugurado a 8 de Dezembro de 1873, é tradicionalmente o meio utilizado para explorar os dois níveis da cidade. O Elevador possui duas torres com quatro cabines e liga a Praça Tomé de Sousa (Cidade Alta) à Praça Cayru (Cidade Baixa). Desde o topo, a 73.5 metros de altura, é possível desfrutar de uma extraordinária vista panorâmica da Baía de Todos os Santos.

Balé Folclórico da Bahia

Apesar das esculturas dos Orixás em exibição no Museu Afro-brasileiro serem verdadeiramente impressionantes, não serão tão impressionantes como ver esses mesmos Orixás ganhar vida durante uma performance de dança afro-brasileira. A companhia brasileira de dança folclórica Balé Folclórico da Bahia é mundialmente famosa pelos seus espectáculos de dança tradicional brasileira. Os bailarinos interpretam espíritos Yorùbá como Oxum, a deusa dos rios e da fertilidade, e Xangô, o deus do trovão e do fogo, numa exibição que não só representa as suas divindades através de uma explosão de cores como também reconta as lendas dos espíritos e como eles chegaram à divindade, através de movimentos, percussão e cantos.

Basílica Santuário do Senhor do Bonfim

Basílica Santuário do Senhor do Bonfim

Mesmo não sendo considerada a igreja mais bonita da cidade, o Santuário do Senhor do Bonfim é sem dúvida a mais famosa! Localizada na Cidade Baixa, esta igreja do século XVIII é o ponto de origem das fitas que se podem ver um pouco por toda a Baía e que se tornaram símbolo da região. Ao amarrar uma fita no pulso, assume um compromisso que poderá durar meses. Com cada um dos três nós que dá na fita faz um pedido, e estes serão realizados quando a mesma cair. Diz-se que quem cortar a fita estará a abrir as portas à desgraça.

O santuário é muito popular e a fama do Senhor do Bonfim deve-se aos seus poderes milagrosos de cura. Na Sala dos Milagres, no espaço oposto à sacristia, os devotos deixam fotos, cartas e replicas em cera de partes do corpo humano, que representam as partes que necessitam de cura ou que foram milagrosamente curados.

Farol da Barra

Farol da Barra

Considerado um dos marcos mais históricos de Salvador, o Farol da Barra localizado na praia da Barra no Forte de Santo António, é um dos mais importantes pontos de interesse da capital da Baía. A construção do farol deveu-se ao facto de, em 1668, o Galeão português Santíssimo Sacramento ter naufragado num banco de areia mesmo em frente à foz do Rio Vermelho, uma vez que não havia qualquer iluminação. Inaugurado em 1698, este foi o primeiro farol do Brasil e o mais antigo do continente.

Com uma vista de cortar a respiração da Baía de Todos os Santos, o Farol, com os seus 22 metros de altura, é o considerado o lugar perfeito para quem queira apreciar do mais deslumbrante pôr-do-sol da cidade!

Para quem gosta de história, o Museu Náutico da Baía, que partilha o edifício do forte com o farol, é também uma atracção turística que merece uma visita. Neste museu irá encontrar talheres, louças e pertences pessoais dos mais de 400 náufragos do Galeão Sacramento.

Ensaio da Banda Olodum

O Olodum é um grupo cultural afro-brasileiro que visa combater o racismo, oferecer oportunidades aos jovens marginalizados e lutar por direitos civis dos afro-brasileiros. No entanto, o grupo é mais famoso por desenvolver os sons característicos do samba reggae. Os percussionistas do Olodum são mundialmente famosos (quem não se lembra da percussão no vídeo do Michael Jackson de “They Don’t Care About Us”) por isso, e se tiver a oportunidade, dê um salto até à Casa do Olodum ou, ainda melhor, assista a um dos ensaios da banca no Pelourinho. Com certeza que vai ser uma experiência cultural inesquecível.

As praias de Salvador

Praia da Barra

Uma grande extensão de ruas e estradas interconectadas formam um passeio interminável ao longo das bonitas praias de Salvador, desde a praia da Barra, localizada perto do centro, às distantes praias da costa norte e parte das listas com as praias mais bonitas do país. A praia da Barra, não tão famosa pela beleza, é protegida pelo majestoso Forte de Santo António e atrai pela hospitalidade e vivacidade dos seus bares e cafés espalhados pelos passeios. E é o lugar de eleição dos locais para uma cerveja depois do trabalho, assim como conversas animadas pela noite adentro. As praias de Piatã e Itapoã, as últimas antes do aeroporto, estão entre as melhores de Salvador.

 

Posted in Uncategorized, Viagens. Bookmark the permalink.

Deixe a Sua Resposta

Your email address will not be published. Required fields are marked *