Blog da Auto Europe


Curiosas Tradições de Natal pelo Mundo

Todos os anos milhões de pessoas em todo o mundo celebram o Natal. E mesmo que a ideia geral e o significado por trás da celebração seja similar, a forma como esta festa é comemorada em diferentes culturas variam drasticamente. Juntamos aqui algumas das tradições de Natal mais bizarras em todo o mundo.

República Checa: O sapato decide

As mulheres checas realizam um ritual simples durante a época natalícia para determinar o quão bem-sucedido sua vida amorosa será no ano seguinte. As mulheres solteiras, com as suas costas voltadas para a porta, atiram um sapato sobre seu ombro. Se o sapato cair com o dedo a apontar para a porta, o casamento deverá acontecer dentro de um ano.

República Checa: O sapato decide

Áustria: Krampus e Perchta, os “ajudantes” do Pai Natal

Na maior parte dos países, reza a tradição que quando as crianças não se portam bem recebem carvão em vez de prendas no Natal. Mas isso não acontece na Áustria. Aqui, o Pai Natal é acompanhado por duas figuras demoníacas que certamente fazem a parte deles, quando se trata de castigar as crianças mal comportadas. Às crianças é dito que, caso se portem mal, serão colocadas por Krampus num saco e arrastadas até ao inferno. E Krampus não é o mais malvado. Se as crianças se portarem muito mal, o ajudante que aparece é o Perchta. Este supostamente irá eviscerar as crianças e substituir as suas entranhas com palha. Bons sonhos!

Áustria: Krampus e Perchta, os “ajudantes” do Pai Natal

Catalunha, Espanha: Tió de Nadal

O Tió de Nadal, é uma tradição da região catalã em que a um pequeno tronco de árvore é adicionado duas patas dianteiras, um rosto sorridente e um chapéu. Todas as noites, a partir de 08 de Dezembro, as crianças devem “alimentar” o Tió e cobri-lo com um cobertor para que ele não sinta frio durante a noite. No dia de Natal o Tió é colocado em frente à lareira, cantam várias músicas de Natal e batem-no com paus de forma a fazê-lo defecar doces e presentes.

Catalunha, Espanha: Tió de Nadal

Noruega – Esconda as vassouras

Na Noruega, acredita-se que na véspera de Natal as bruxas vagueiam pelos céus, juntamente com outros espíritos malandros. De forma a evitar que as bruxas preguem partidas, as famílias escondem todas as vassouras, tirando-lhes assim o meio de transporte.

 

Noruega - Esconda as vassouras

Caracas, Venezuela: Ir à missa de patins

Caso se encontre na capital venezuelana na manhã do Natal verá que as ruas estarão fechadas ao trânsito e que centenas de pessoas vão à missa de patins. Por vezes, na noite anterior, as crianças até amarram uma linha aos dedos do pé e deixam-na pendurada do lado de fora da janela antes de irem dormir. Os patinadores que passam por baixo dessas janelas na manhã seguinte puxam os cabos e assim as crianças acordam para assistir o espectáculo.

Itália: Befana, a bruxa simpática

A Befana é muito parecida com o Pai Natal, só que em vez de ser um velhinho bem-disposto que voa num trenó puxado por renas, ela é uma bruxa simpática que voa numa vassoura e entrega doces e outras prendas às crianças durante a festa da Epifania.

Itália: Befana, a bruxa simpática

Holanda: Sinterklaas e Zwarte Piet

Talvez uma das tradições menos politicamente correctas, Zwarte Piet ou Pedro Preto (numa versão aportuguesada), faz parte das festividades na Holanda e no Luxemburgo. Originalmente a figura era apresentada como sendo uma persinagem assustadora que deveria castigar as crianças que se comportavam mal. Hoje em dia, a cor escura da personagem é justificada como cinza das chaminés por onde passa para deixar os presentes.

Holanda: Sinterklaas e Zwarte Piet

India: Bananeiras ou mangueiras de Natal

Na Índia, apenas cerca de 2,3% da população é cristã, o que neste caso corresponde a 25 milhões de pessoas! Os cristãos comemoram o Natal com a missa da meia-noite troca de presentes como o resto do mundo, mas uma vez que não não existem abetos ou pinheiros no país, enfeitam-se bananeiras ou mangueiras.

Ucrânia: Teias de aranha na árvore de Natal

Em vez de ornamentos resplandecentes e outros enfeites, árvores de Natal ucranianas são cobertas com teias de aranhas artificiais. Qual o motivo por trás desta tradição excêntrica? A lenda diz que uma família pobre foi para a cama na véspera de Natal muito triste porque não tinham os meios para decorar a sua árvore. As aranhas que passeavam pela casa ouviram os lamentos da família e decidiram decorar a árvore com suas teias. Na manhã de Natal as crianças ficaram muito felizes por encontrarem a árvore enfeitada e quando a primeira luz da manhã tocou os fios da teia, eles transformaram-se em ouro e prata e a família nunca mais passou necessidade. Por esse motivo, ver uma teia de aranha na manhã de Natal é sinal de boa fortuna.

Ucrânia: Teias de aranha na árvore de Natal

Posted in Dicas, Entretenimento, Eventos, Natal. Bookmark the permalink.

Deixe a Sua Resposta

Your email address will not be published. Required fields are marked *