Blog da Auto Europe


10 dicas para reduzir nos custos do seu carro

10 dicas para reduzir nos custos do seu carro

Carro ou sem carro? Eis a questão! Os proprietários de um automóvel sabem bem quão caro pode ficar a manutenção de um veículo próprio. Quer se trate de reparações inesperadas, inspecção, combustível ou da manutenção regular, os gastos não param de chegar. A Auto Europe, uma empresa intermediária de aluguer de carros, encomendou uma pesquisa para descobrir os custos médios de um carro a um condutor europeu. E embora ainda seja possível reduzir nos custos mensais, fica a seu critério decidir qual opção funciona melhor para si. Em seguida, apresentamos as 10 melhores dicas para reduzir nos custos do seu carro.

1. Inspecção

A Inspecção Periódica Obrigatória (IPO) é uma das responsabilidades do proprietário de um veículo em Portugal. De uma forma geral, a inspecção de um veículo deve ocorrer durante os 3 meses que antecedem o dia do mês da primeira matrícula (excepto para os automóveis com matrícula com data anterior a 1 de Janeiro de 1960). De acordo com o Instituto da Mobilidade e dos Transportes Terrestres (IMTT), o valor da inspecção automóvel é de 30.70€ para veículos ligeiros e de 45.96€ para veículos pesados, para o ano de 2017. A periodicidade da inspecção varia de acordo com a categoria e tipo de veículo. Por exemplo, a primeira IPO para os automóveis ligeiros de passageiros tem de ser feita 4 anos anos após a data da primeira matrícula e, em seguida, de 2 em 2 anos, até perfazer a totalidade de 8 anos e, depois, terá de ser feita anualmente. A IPO é feita somente em locais autorizados pelo IMTT e acreditadas pelo Instituto Português de Acreditação (IPAC). Por forma a evitar fazer uma segunda inspecção por falhas menores, e assim gastar mais dinheiro do que o necessário, aconselhamos a que controle o seu próprio automóvel antes de o levar à inspecção. Lembre-se de verificar se todas as luzes funcionam, se os pneus estão com a pressão adequada, se o limpa-pára-brisas tem líquido suficiente. Claro que existem questões que podem não ser facilmente detectadas, mas pelo menos não perde nem tempo nem dinheiro por essas verificações básicas que referimos acima. Além disso, não se esqueça de procurar por um Centro de Inspecções autorizado e acreditado e de reservar uma data com antecedência, para evitar ter de conduzir sem IPO, o que está sujeito a multas que podem ir dos 250€ aos 1250€. Por isso, não deixe passar esta data! De acordo com o inquérito feito pela Auto Europe, os condutores europeus gastam em média 17€/mês na inspecção e reparações.

2. Combustível

Os preços dos combustíveis sobem ano após ano, o que é um ponto importante a ter e conta no orçamento do seu automóvel. De acordo com o inquérito feito pela Auto Europe, os europeus gastam em média 113€/mês somente em combustível para o seu carro. Então como poupar nestes gastos? Além de fazer uma comparação dos preços praticados pelas várias gasolineiras para atestar o depósito no local mais barato, o condutor também deve mudar alguns pequenos hábitos que a longo prazo fazem toda a diferença. Tudo isto é sobre como tornar o seu carro mais eficiente quando se trata do combustível. Aqui ficam algumas dicas e truques! A menos que seja absolutamente necessário, não ligue o ar-condicionado. Acredite ou não, o ar-condicionado consome uma quantidade significativa de combustível durante a condução. O tamanho e o peso do carro também são factores importantes no consumo de combustível. Por isso, manter o carro o mais limpo possível, sem acumulações de roupa, sapatos, ou garrafas de água, pode ser uma boa ideia para o consumo de combustível a longo prazo. Outro ponto importante a considerar é definitivamente o seu estilo de condução. Seja gentil com o seu carro e, ao mesmo tempo, será com a sua carteira! Opte sempre por uma velocidade moderada, para controlar melhor o consumo de combustível, ao invés de acelerar muito rapidamente e, em seguida, ter de travar.

Combustível

3. Reparações

As manutenções e reparações, como a mais recente pesquisa da Auto Europe veio demonstrar, custam em média 57€ por mês aos europeus. Enquanto que as reparações inesperadas podem ser particularmente frustrantes, existem algumas coisas que podem ser facilmente evitadas se seguir alguns do passos que referimos. Como diz o ditado, “É melhor prevenir do que remediar” e tenha os olhos bem abertos quando for comprar um carro! Todas as informações do veículo devem ser testadas com precisão, antes de se deixar levar por algum amor à primeira vista. Uma vez que já fez uma boa escolha e comprou um carro confiável, dedique tempo extra a uma manutenção regular que pode poupar-lhe uma grande qualidade de reparações inesperadas e de problemas financeiros. Hoje em dia existe um grande número de tutoriais online onde se pode aprender a lidar com alguns problemas simples dos nossos carros. Substituir uma bateria, fusíveis, faróis, luzes, é geralmente uma tarefa fácil. Para problemas mais complicados, não se esqueça de contratar um mecânico de confiança. É sempre bom fazer uma comparação dos mecânicos existentes nas redondezas e de pedir uma opinião a familiares e amigos. E para o caso de necessitar de uma peça para o carro, esta não precisa necessariamente de ser uma peça nova, de marca ou de uma loja de renome. Apesar de poderem ser de grande qualidade, o consumidor pode sempre encontrar versões mais baratas na internet.

Reparações

4. Estacionamento

Se vive numa área urbana e se utiliza o seu carro todos os dias, seja para o trabalho ou para tratar de tarefas domésticas, quase de certeza que terá de pagar pelo estacionamento. Os custos de estacionamento são em média de 13€ por mês. Porque não utilizar a fantástica ideia de partilhar o carro para o trabalho? Combine com um colega ou com um grupo de colegas que vivam nas proximidades, e vão todos juntos para o trabalho. Poupa tanto no estacionamento, como no combustível do automóvel e ainda ajuda o ambiente! Outra opção seria utilizar os transportes públicos. E talvez não tenha de desistir totalmente de conduzir, já que existem opções fantásticas de Park & Ride em diversas cidades europeias. É um sistema simples e de fácil utilização. Conduza o seu carro desde casa até uma paragem de metro, estacione no parque de estacionamento associado ao metro e siga o caminho até o trabalho de transporte público. Existem também parques de estacionamento onde pode pagar uma mensalidade, o que fica sempre mais barato do que pagar o estacionamento numa base diária. Se tiver um perto do seu trabalho, é uma opção que vale a pena considerar.

Estacionamento

5. Seguro

Com um pouco de paciência e vontade de pesquisar, será possível encontrar um seguro mais barato e, assim, reduzir o custo médio de um seguro automóvel que ronda actualmente os 45€/mês na Europa. Antes de assinar por um seguro super caro, consulte todas as opções existentes. Um bom lugar para começar neste caso são os sites de comparação de seguros. Existem sites que simplificam as ofertas de seguro e as comparam automaticamente. E se não encontrar nenhum negócio atractivo na internet, prepare-se para gastar mais algum dinheiro inicialmente e aconselhar-se com um vendedor de seguros, que o pode ajudar a encontrar o seguro do mercado mais adequado a si e às suas necessidades. De uma forma geral, é sempre importante ler todas as cláusulas do contrato e tirar todas as suas dúvidas antes de fechar o negócio.

6. Impostos e Portagens

Como foi mostrado pela nossa pesquisa, os europeus gastam em média 17€ por mês em portagens. O valor do Imposto Sobre Veículos (ISV) depende maioritariamente das emissões de CO2, bem como da cilindrada do veículo. Optar por um carro eco-friendly pode ajudar bastante a reduzir o Imposto Sobre Veículos (ISV) e, assim, poupar nos custos de um carro ao longo da vida. Muitas das auto-estradas em Portugal estão sujeitas ao pagamento de portagens. O condutor pode, sempre que possível, escolher as estradas nacionais para evitar o pagamento de portagem, mas tendo em conta que poderá gastar mais em combustível. Nestas situações, não existe uma opção claramente favorável.

7. Limpeza

Existem muitas formas de limpar o seu veículo próprio. Pode lavar e aspirar o seu próprio carro, pode levar o seu carro para fazer uma lavagem automática, e também pode leva-lo para fazer uma limpeza especializada. A pesquisa mostra que um europeu gasta em média cerca de 3.50€ por mês na limpeza do seu carro. O valor de 3,5€ pode não parecer muito, mas corresponde a um gasto de 42.5€ por ano e de 2720€ ao longo da vida.

Limpeza

8. Multas

O cuidado nunca é demais no que concerne à condução. Estar sempre atento durante o seu percurso pode ajudar a evitar multas. Mas como evitar multas para as pequenas coisas? Basta seguir as regras, prestar atenção ao limite de velocidade, aos sinais de estacionamento, e não se esqueça de ter toda a documentação consigo e todas as inspecções pagas e actualizadas. Ainda assim, as multas chegam! A nossa pesquisa mostrou que os europeus gastam em média cerca de 4.50€ por mês em multas de estacionamento. Estes seriam custos que poderiam facilmente ser evitados.

Multas

9. Partilha do carro

A ideia de partilhar o carro tem sido muito popular nos últimos anos. Alguns adoptam esta ideia pela necessidade de poupar dinheiro, outros porque querem viver de uma forma mais ecológica, com a redução de custos como um bónus adicional. Consulte os seus colegas de trabalho e verifiquem se podem adoptar esta prática de irem juntos para o trabalho, poupando no combustível e no estacionamento. Existem diversas plataformas online onde pode facilmente encontrar outras pessoas que vivem nas proximidades com quem poderia partilhar o carro para ir para o trabalho.

Partilha do carro

10. Fazer mais desporto

Faça mais desporto com uma bicicleta ao invés de com um carro desportivo 😛 ! Pode utilizar a bicicleta para se deslocar em distâncias curtas. Isso irá ajuda-lo, não só a poupar nos custos do seu carro, mas também a fazer algo benéfico para o seu corpo e saúde e para o meio-ambiente. Ir de bicicleta para o trabalho é universalmente aceite como uma alternativa verde para a condução. Assim, seja a partilhar o carro, a utilizar a bicicleta, a trabalhar desde casa, estará a poupar nos custos do seu carro e a ajudar a reduzir as emissões de carbono para a atmosfera.

Fazer mais desporto

Se ter um carro não é crucial para as suas necessidades diárias, e precisa de um carro apenas de vez em quando, aconselhamos a que alugue um carro, ao invés de comprar um carro. O aluguer de carros continua a ser a melhor opção e a mais económica de todas. De acordo com a pesquisa realizada pela Auto Europe, o custo médio de possuir um carro é de cerca de 173€ por mês. Adicione a este valor, os milhares de euros gastos na compra inicial, o tempo gasto na manutenção do carro e dos papéis. É bastante óbvio que o aluguer de um carro durante as férias e a utilização dos transportes públicos durante o seu dia-a-dia é a melhor opção para poupar dinheiro numa perspectiva a longo prazo.

Posted in Custos de um carro. Bookmark the permalink.

One Response to 10 dicas para reduzir nos custos do seu carro

  1. Pingback: Infográfico - os custos de um carro ao longo da vida | Blog Auto Europe

Deixe a Sua Resposta

Your email address will not be published. Required fields are marked *